Pular para o conteúdo principal

Última carta

Em tempos onde a globalização e a conectividade é dominante, falar em carta não passa de romantismo démodé. Se falar última então, a chance de vir algo piegas e depressivo é maior ainda.
Mas o que quero dizer é que falar dessas coisas não deveria doer tanto e é mais provável que o efeito colateral dessa insistência em pautar o assunto leve ao julgamento cômodo ou a associação de fraqueza por parte das pessoas. Nada mais normal, queremos respostas para tudo e rotular mais um, não faz diferença...quem se importa?

Na verdade eu me importo!
Me incomoda o fato de que generalizações estejam fazendo com que nossos valores estejam sujeitos ao massacre da indiferença. Discursos pró-desapego e que não passam de atalhos e tapinha nas costas de quem espera alívio imediato para as dores que vem do coração. Nunca na história da humanidade consumimos tantos remédios, ouvimos tantos conselhos fúteis e nos desgastamos tanto tendo como justificativa nossas frustradas relações interpessoais e amorosas.

Estou falando de pessoas que, diferentes de nós, vivem com base no "tem coisa melhor por aí", "ainda vou achar minha alma gêmea", "ainda posso ser mais feliz", de pessoas "que acabam rejeitando carinho porque sua liberdade precisa vir acompanhada da solidão". Nunca fui adepto dessa lógica fraca, fútil, inocente, infantil, limitada e egoísta!! Para mim, ela no máximo, é um anestésico para quem costuma apagar jantares, gestos, toques, aniversários e momentos de alegria a dois sob o pretexto de que isso é acessível, disponível em qualquer lugar por aí. Vou te falar que NÃO É, vou te falar ainda que normalmente se machuca muita gente procurando uma que seja capaz de "destrancar" sua melhor versão, sua versão livre de jogos de atração, consumo e mentira que representam a verdadeira maioria disponível no mercado.

Se você, entendeu o que estou dizendo, vai conseguir explicar muito do que acontece com você. Estou falando que basicamente as pessoas que mais pregam o desapego, ironicamente se apegam a uma história de amor que ainda vão viver e que culturalmente, dá pra chutar que, entre a idade de 16 e 30 anos ela (sendo otimista) jamais vai pensar que essa pessoa é você!!!! Isso pode doer em muita gente, mas aposto minha vida que isso não doeu tanto quanto o descarte que sofreram da pessoa que você se sentia mais a vontade de ser sincero, honesto ou você mesmo. Sim, essa pessoa você associa como a pessoa que você ama ou se importa muito!!! Se estou errado e diferenciando amor carnal de amor fraterno, me explique como você se sente com seus pais, irmãos,amigos e pessoas que realmente te conhecem e pretendem ter você na vida pelos próximos anos? 

É tão ingênuo pensar que não precisamos das pessoas, quanto esquecer que o lugar onde nascemos, vivemos, nos formamos, trabalhamos e queremos estar é provavelmente o lugar que você está hoje. E se sua cidade não for São Paulo, seu suposto leque de opções de alma gêmea (hahaha) esta restrito de a uma população menor que 11 milhões de pessoas, de 7 bilhões no mundo inteiro!! E como sabemos é pouco provável que você venha a conhecer pessoas de regiões muito distantes de onde você nasce, cresce, trabalha, viaja e se diverte.

A vida é curta, o mundo é vasto e acho que esse argumento serve mais para dizer que não adianta fugir de quem somos, estaremos nos enganando e nos machucando ainda mais. Uma relação de verdade é pura maturidade e noção de tempo presente!! Vale a pena SIM, resolver um mal entendido, conversar, alinhar expectativas, lutar pelo relacionamento. Não acredito 100% no casamento, mas acredito no aprender junto eternamente, no respeito, na cumplicidade, no redefinir o tesão. Acredito que ter a pessoa que ama do lado é viver coisas boas e difíceis (não ruins), superar problema e continuar junto, se adaptar e crescer junto, aproveitar e comemorar junto projetos de curto, médio e longo prazo, ir até o fim!! 

O texto ficou excepcionalmente longo mas o que está em jogo aqui são dois valores no qual estou disposto a gastar todo o meu português e toda minha paciência para defender: Essência e Lealdade!!
E esses valores tem como base a humildade de seguir em frente aprendendo e agindo de maneira madura e consciente. Também podem nos fazer viver experiências incríveis, viver relacionamentos únicos e mostrar nossa melhor versão para quem também acredita neles. 

Minha última carta é um desabafo e uma tentativa de afastar qualquer frieza e indiferença que eu possa estar vivendo. E isso significa que quando eu tiver que acreditar, estarei pronto para ser minha melhor versão de essência e lealdade que alguém merece conhecer. 

"Também é ser, deixar de ser assim."
 Cecília Meireles





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Semântica de forças

Acredito que a força do espírito se esconde no fraco de nossas personalidades. Não se trata de uma questão de certo mas de conhecer o significado da palavra. O contrário de coragem é covardia, o homem sínico por oposição é irônico, afirmamos ou negamos, mas personalidade não se nega, você tem ou não tem. 
Não quero ser contra meu próprio jeito de agir e me esconder na fortaleza do medo que ilude aquele que sabe jogar com as cartas que não tem na mão. Tenho que acreditar que possuo a determinação que me constrói forte e me prepara contra as várias negações que preciso enfrentar. Teste sua fé e saberá se é forte contra os homens de má fé. Desafie seus medos e saberá se sua coragem é determinada o suficiente para fazer você se conhecer.
A força do levantar trabalha o fato de você estar caido e precisar levantar para seguir em frente.Vista-se de pretensões de levantar com determinação cada manhã, se ainda queres deitar-se com satisfação a cada noite. Concentre-se no que te domina e lute con…

retrato fiel

Por muitos meses não encontrava fonte de inspiração para falar de mim mesmo.  Meus textos sempre foram retratos fieis de etapas da vida do meu eu em construção que resolveu sentir muita coisa pra encontrar seu próprio caminho. Impaciência pra falar de mim mesmo...necessidade de me privar de prazeres e a auto-punição que me torna frio, indiferente, me protege e me disciplina. Embora um enorme orgulho e realização habite meu peito, minha liberdade de escolha me concede o benefício de remanescer em silêncio. Sem palavras e com a voz rouca, me edifico e faço plantão no protesto contra a indiferença, a saudade do que jamais tive, a história que ainda vou contar, o mundo que não é meu, mas vou conquistar!! 

Função Fática

Aconteceu...e agora o passar e o repassar das memórias antigas são a melhor medicina contra essa tal saudade. Se eu apenas pudesse te ver, tudo ficaria bem...

Eu era bom em te fazer rir e chamava atenção sempre que o seu time favorito não ia bem. Falávamos de nossos amores e de como não tínhamos nada haver com nenhum deles, eu ria e os palpites na conversa duravam até a bateria do telefone acabar ou o sinal cair.Né?! Agente falava em se ver, de pular, de ser convidado para ir ao cinema, clube, restaurante e de ter um cotidiano, eu gostava do seu jeito de falar. Temos até um apelido para chamar o outro... Mas a culpa de ter começado é sua, por ser educada! rsss Nunca pensei que nós estaríamos aqui, pretensões cegas escondiam um sentimento mas eu não consegui fazer você ver isto...Não conseguia fazer você ver.

Todas as coisas que quero dizer não estão saindo direito e estou tropeçando nas palavras já que você deixou minha mente girando... Se eu pudesse te ver...

Existe algo sobre você agor…