Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Em 1ª pessoa

Me passaram valores não porque vim de uma família conservadora. Me passaram valores para que eu escolhesse não me entregar à fraqueza de espírito e ao diluir do altruísmo, da honestidade e integridade que todo homem precisa sentir que possui ao menos um dia de sua vida. Pensei nos outros não por precisar da atenção deles mas porque queria justificar algum dos meus vários motivos para viver. Vida que é feita de escolhas as quais sempre procurei a hombridade necessária para assumir suas consequências sem perder o jeito moleque de se gabar de uma conquista ou o sorriso de lado que assusta tempos difíceis. O mais difícil nunca foi fazer escolhas complicadas ou apanhar mais vezes para mendigar um falso sentimento de coitadismo. Mais fácil tirar um pedaço de mim ao me pedir pra esquecer no que acredito ou me dizer que preciso depender de alguém pra ser feliz.

Sou decidido o suficiente para afirmar que vou ser engenheiro mas me falta segurança na hora de me entender com a frieza e exatidão que …