Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Estranho

Não lhe peço compreensão nas próximas palavras e não espere textos inspirados em eventos recentes para fazerem sentido. No próprio raciocínio lógico, o único absurdo é pensar que precisamos explicar o próprio comportamento para que em uma única leitura, todos entendam o que tenho a dizer. Já dizia Nietzsche que saber é compreendermos as coisas que mais nos convém. Eu posso parecer louco ou dolorosamente tímido, faz parte do charme esconder as intensões mas se você me olhar, apenas nos olhos, saberia que não consigo ser tão dissimulado como rotulam.   Essa aversão ao risco e autopreservação nos priva de momentos incríveis com as pessoas mais estranhas. Devíamos, mais vezes, nos permitir ser hipnotizados pelas melhores pretensões nas maiores experiências. Encontrar o diferente é a melhor maneira de apreciar as próprias escolhas e defender aquilo que mais acreditamos. Não te esqueças que os estranhos são amigos que ainda não conheces. Isso sim, faz todo sentido!