Pular para o conteúdo principal

Ascensão

Confesso que não me encontro na melhor época para fazer o uso de palavras otimistas e de superação.
Assim como muitos, estou refém de um tempo que não tenho, da decisão que não me cabe. 
Vai ver o medo é mais assustador quando disperso, indistinto, desvinculado, difuso daqueles medos que possuem endereço fixo e nos assombram com as possibilidades sempre incertas, inseguras e sem justa causa.
São em momentos como estes que nosso espírito é posto a prova de balas, acusações, argumentos e resultados. Não será da exclusividade dos ótimos resultados que teremos vergonha das péssimas escolhas. É mais provável que a constância de tantas mentiras bem sucedidas confortem a maioria e desagradem aqueles que tem diferentes aspirações. Sinto que de alguma forma somos guiados por valores que poucos acreditam e a pergunta é sempre se vale a pena pagar um preço tão alto. Não pense no assunto como se fosse algo chato e visseral que apenas os pertubados comentam em seus momentos de intimidade. Digo que é o preço da maturidade arcar com as próprias decisões e liderar nossas próprias motivações. 
Por mais que os tempos mudem, tenho permissão para fazer do medo a fortaleza de um espírito que acredita no otimismo.


Se você escolhe não decidir, você já tomou uma decisão.
(Neil Peart)


d

Comentários

  1. Olha só o sumido, porém vivo VICTOR HUGO!!! huAhUHA
    Cara, não há dificuldade maior que sua vontade de vencer, lembre-se disso. Texto ficou ótimo e relaxa que essa greve vai acabar logo e vc vai poder voltar a atividade com força total!

    Forte abraço amigão
    Vamos reativar esse blog que tá paradão :D

    ResponderExcluir
  2. Seu lindo! Você nunca perde o tato para a escrita mesmo depois de algum tempo sem postar. Estava perguntando para as meninas sobre você. Agora que não tem mais facebook ficou mais complicado te ver. Só nas fotos mesmo agora ;) rssss
    Um beijoo e sucesso ao blog meu bem.

    ResponderExcluir
  3. Pelo nome forte que vc tem na nossa FGA e pelo respeito que tenho pela sua pessoa...Garanto que sairá vitorioso de qualquer empreitada vitão!
    Essa greve acaba com o pique de todos nós estudantes mas sabemos que estamos no caminho certo quando gostamos da profissão.
    Enfim
    abraço e parabens pelo texto

    ResponderExcluir
  4. Vc como sempre arrasa com suas análises bem pensadas.. Certamente porque não são só análises e sim vivências...
    O que torna mais fascinante ainda de se ler.. Não vejo que esse texto seja reflexo da greve em sua vida como
    outros já comentaram.. acho que é mais profundo e vai bem mais além de sua vida acadêmica, no entanto tem um quê
    de examinação do contexto onde ocorre... Parabéns!! De sua eterna admiradora..

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado pelos comentários pessoal!
    Faz muita diferença saber que posso contar com a opinião e respeito de todos vocês. Muito obrigado mesmo por fazerem questão de comentar e ajudar na continuidade do blog.

    forte abraço a todos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Semântica de forças

Acredito que a força do espírito se esconde no fraco de nossas personalidades. Não se trata de uma questão de certo mas de conhecer o significado da palavra. O contrário de coragem é covardia, o homem sínico por oposição é irônico, afirmamos ou negamos, mas personalidade não se nega, você tem ou não tem. 
Não quero ser contra meu próprio jeito de agir e me esconder na fortaleza do medo que ilude aquele que sabe jogar com as cartas que não tem na mão. Tenho que acreditar que possuo a determinação que me constrói forte e me prepara contra as várias negações que preciso enfrentar. Teste sua fé e saberá se é forte contra os homens de má fé. Desafie seus medos e saberá se sua coragem é determinada o suficiente para fazer você se conhecer.
A força do levantar trabalha o fato de você estar caido e precisar levantar para seguir em frente.Vista-se de pretensões de levantar com determinação cada manhã, se ainda queres deitar-se com satisfação a cada noite. Concentre-se no que te domina e lute con…

Contos e des(encontros)

A história que eu conto não é um conto de fadas e a princesa não é protagonista de um dilema emocional
Na janela da vida real ela é aquela que canta e encanta com suas histórias e testemunhos
Através da luz que vem do dia, ela ressalta um olhar de pesar e revela, a força que uma sucessão de prantos e risos foram capazes de criar e preservar em seu coração.
Ela guarda dentro dela um cristal de afeto e que de vermelho e amor, nos surpreende com os gestos de uma já esquecida ternura de criança e uma presente convicção de mulher.
Pelo mundo afora ela é a história de uma só vida, que de acreditar e persistir marca nossas histórias e são referência de nossas melhores escolhas.
Em pequenas e raras porções de sentimento, ela encontra e desencontra cúmplices, parceiros e sujeitos que apegados à superfície de suas vontades, machucam, desgastam e afastam sonhos de um dia que não acaba e de uma valsa que não vem,
Ela não é nova, mas sua experiente intuição guia seus olhos e pela janela ela observ…

virando a página

Já faz uma semana e fico muito feliz pelo carinho de todos que fizeram questão de me confortar quanto a perda da minha avó na noite em que me formei...também agradeço em especial aqueles que fizeram questão de marcar presença ligando ou indo na colação para me parabenizar pela formatura. Tive um feedback muito positivo do discurso de orador da turma e gostaria de compartilhar aqui, as palavras de um dos dias mais importante para mim e minha família: A realização de um projeto de vida que tanto lutamos. .
---- por Victor Hugo de Sousa 20 de Março 2017 .
"Boa noite,
 A mim foi dada a honrosa tarefa de falar em nome de homens e mulheres que dedicaram suas vidas a um projeto de universidade que acompanhei desde os primeiros dias de aula do campus Gama. Uma data tão especial não combina com um discurso longo e por isso prometo ser breve nestes 3 minutos de fala. 
Cada um de nós tem uma história diferente para contar sobre o que foi passar pela UnB Gama. A escolha do curso, o primeiro dia …