Pular para o conteúdo principal

Incômoda Felicidade

Incômoda felicidade ou felicidade incomoda mesmo? Não precisa ler duas vezes para tentar acompanhar o que já está definido no discinário.Incômodo: Que causa inquietação: questão incômoda. Mas temos a definição de qual felicidade? a de ontem ou a de hoje?
Antigamente, a felicidade era uma missão a ser cumprida, a conquista de algo maior que nos fizesse sentir como verdadeiros campeões. A felicidade demandava "sacrifício".
Procure fotos antigas, veremos que a felicidade de nós homens estava ligada à ideia de "dignidade", vitória e propaganda de um homem poderoso. Hoje, a felicidade é uma obrigação de mercado. Ser deprimido não é mais "comercial". A infelicidade de hoje é dissimulada pela alegria obrigatória.
A verdade é que é impossível ser feliz como nos anúncios da perdigão, é impossível ser sexy como nos comerciais de cerveja. A felicidade hoje é "não" ver. Felicidade é uma lista de negações. Não ter câncer, não ler jornal, não sofrer pelas desgraças, não olhar os meninos malabaristas no sinal, não ter coração.
O mercado demanda uma felicidade dinâmica e incessante, cada vez mais confundida com consumo, parece um "fast-food" da alma.
A ideia de felicidade é ser desejado.
Felicidade é ser consumido, é entrar num "ringue" de sorrisos e festas e virar um objeto de consumo.
Para falar a verdade, não consigo me adaptar aos rituais de prazer que vejo nas revistas. Posso ter uma crise de depressão em meio a melhor das orgias, não tenho o dom da gargalhada infinita.
Mas ai vem o mais otimista e me diz, victor, ainda temos o amor ... Mas, onde anda o amor hoje em dia??
O amor não tem mais porto, não tem onde ancorar, não tem mais a família nuclear para se abrigar. O medo da impossibilidade de amar nos faz pronunciar essa palavra para qualquer um hoje em dia. Foi-se o tempo em que se pensava duas vezes. Sabemos que não é preciso pensar pra se sentir incompleto.
No fim, temos a nostalgia lírica e inventada por alguma coisa que pode voltar atrás. Não volta. Nada volta atrás. Hoje, há que assumir a incompletude como única possibilidade humana. Achar isso bom e gozar com isso.

Comentários

  1. infeliz daquele que não tem seus próprios momentos de infelicidade. minha opinião sobre o tema, vc já sabe..
    Tá mandando bem nos textos. empolgação reina aqui, hein..

    =*

    ResponderExcluir
  2. Querendo anunciar de verdade o seu Blog?

    A melhor opção está aqui:

    http://propamblog.blogspot.com/

    O melhor Blog de anuncio da internet que você já viu!

    A equipe PropamBlog agradece a visita.

    ResponderExcluir
  3. belo texto!
    escreves muito bem!" seguiindo bjs!

    ResponderExcluir
  4. Demais o texto, gostei muito! Felicidade é uma coisa rara, temos que vive-la e não pensar que ela é passageira.

    Parabéns
    Abra's

    ResponderExcluir
  5. Hoje em dia não é muito comum ver pessoas correndo atrás da felicidade como uma realização espiritual, da saúde e satisfação... vc corre atrás do dinheiro e do conforto que provavelmente nunca terá... acaba se acostumando com a correria e se torna mais uma máquina do mundo capitalista... mesmo que eu não apoie o socialismo vejo que o capitalismo foi uma mudança na vida e nos costumes hoje em dia quem manda é o país mais poderoso e nos tornamos máquinas que apenas ouvem, sentem e visualizam o que a MATRIZ quer que façamos... deixamos de ser felizes e nos tornamos mecânicos... não pensamos mais ... infelizmente temos q mudar o mais rápido.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, de verdade. Esse texto traduziu muito do que eu penso. Essa felicidade que todo mundo exige é besteira, é como entrar em depressão por achar que você não é tão feliz quanto o outro - e que o 'errado' é você. "Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. “É melhor viver do que ser feliz”."

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigado pelos comentários e análises pessoal!!! a ideia do blog sempre foi estimular o debate e fortalecer os valores aqui contextualizados.
    vlw mesmo!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Semântica de forças

Acredito que a força do espírito se esconde no fraco de nossas personalidades. Não se trata de uma questão de certo mas de conhecer o significado da palavra. O contrário de coragem é covardia, o homem sínico por oposição é irônico, afirmamos ou negamos, mas personalidade não se nega, você tem ou não tem. 
Não quero ser contra meu próprio jeito de agir e me esconder na fortaleza do medo que ilude aquele que sabe jogar com as cartas que não tem na mão. Tenho que acreditar que possuo a determinação que me constrói forte e me prepara contra as várias negações que preciso enfrentar. Teste sua fé e saberá se é forte contra os homens de má fé. Desafie seus medos e saberá se sua coragem é determinada o suficiente para fazer você se conhecer.
A força do levantar trabalha o fato de você estar caido e precisar levantar para seguir em frente.Vista-se de pretensões de levantar com determinação cada manhã, se ainda queres deitar-se com satisfação a cada noite. Concentre-se no que te domina e lute con…

Função Fática

Aconteceu...e agora o passar e o repassar das memórias antigas são a melhor medicina contra essa tal saudade. Se eu apenas pudesse te ver, tudo ficaria bem...

Eu era bom em te fazer rir e chamava atenção sempre que o seu time favorito não ia bem. Falávamos de nossos amores e de como não tínhamos nada haver com nenhum deles, eu ria e os palpites na conversa duravam até a bateria do telefone acabar ou o sinal cair.Né?! Agente falava em se ver, de pular, de ser convidado para ir ao cinema, clube, restaurante e de ter um cotidiano, eu gostava do seu jeito de falar. Temos até um apelido para chamar o outro... Mas a culpa de ter começado é sua, por ser educada! rsss Nunca pensei que nós estaríamos aqui, pretensões cegas escondiam um sentimento mas eu não consegui fazer você ver isto...Não conseguia fazer você ver.

Todas as coisas que quero dizer não estão saindo direito e estou tropeçando nas palavras já que você deixou minha mente girando... Se eu pudesse te ver...

Existe algo sobre você agor…

Contos e des(encontros)

A história que eu conto não é um conto de fadas e a princesa não é protagonista de um dilema emocional
Na janela da vida real ela é aquela que canta e encanta com suas histórias e testemunhos
Através da luz que vem do dia, ela ressalta um olhar de pesar e revela, a força que uma sucessão de prantos e risos foram capazes de criar e preservar em seu coração.
Ela guarda dentro dela um cristal de afeto e que de vermelho e amor, nos surpreende com os gestos de uma já esquecida ternura de criança e uma presente convicção de mulher.
Pelo mundo afora ela é a história de uma só vida, que de acreditar e persistir marca nossas histórias e são referência de nossas melhores escolhas.
Em pequenas e raras porções de sentimento, ela encontra e desencontra cúmplices, parceiros e sujeitos que apegados à superfície de suas vontades, machucam, desgastam e afastam sonhos de um dia que não acaba e de uma valsa que não vem,
Ela não é nova, mas sua experiente intuição guia seus olhos e pela janela ela observ…